1 – Objetivo

O Prêmio SOMOSCOOP é uma forma de reconhecimento público das cooperativas que tenham implantado projetos que proporcionaram benefícios comprovados aos seus cooperados e à comunidade onde estão inseridos.

Tipos de Projetos: os projetos são classificados em dois tipos e precisam atender, cada tipo, as seguintes condições:

- Projetos continuados – são projetos que seus benefícios são continuados após sua implantação. Nestes casos, podem ter sido implantados antes de 2014, mas devem beneficiar seu público alvo até hoje. Exemplos: obras e instalações, melhorias de processos, novos serviços, etc.

- Projetos com prazos determinados – são projetos que seus benefícios ocorrem predominantemente durante e pouco após sua realização, ou que tenham foco em informação ou formação do seu público alvo. Nestes casos, devem ter ocorrido após 01/01/2014. Exemplos: eventos, cursos, campanhas de conscientização, mobilizações, etc.

Reapresentação de projetos continuados: projetos inscritos em edições anteriores deste prêmio podem ser reapresentados, desde que apresentem comprovadas e significativas evoluções qualitativas e/ou quantitativas a partir de janeiro de 2014. O objetivo é também premiar iniciativas com foco na continuidade e aprimoramento de projetos já existentes, mas que não haviam alcançado ainda sua plenitude em termos de qualidade e quantidade de resultados quando inscritos em edições anteriores. Projetos inscritos em edições anteriores deverão ser informados na Ficha de Apresentação de Projeto (FAP), em campo específico para isso.

Categorias: Serão premiados os melhores projetos, dentre os formalmente inscritos, divididos em seis categorias:

1.1 Comunicação e Difusão do Cooperativismo;

1.2 Cooperativa Cidadã;

1.3 Desenvolvimento Sustentável;

1.4 Fidelização;

1.5 Inovação e Tecnologia;

1.6 Intercooperação.

A Matriz de Pontuação não leva em consideração ramo ou porte, o que permite que todas as cooperativas regulares com o Sistema OCB participem em igualdade de condições, podendo se inscrever em qualquer uma das categorias.

2 – Participantes/Inscrição

Podem concorrer ao Prêmio SOMOSCOOP - Melhores do Ano cooperativas singulares e centrais, confederações e federações sediadas no Brasil, registradas e regulares com o Sistema OCB até e, inclusive, com o pagamento da Contribuição Cooperativista sobre o exercício 2015. O prazo para regularização da adimplência equivale ao último dia de inscrições,09/09/2016

A partir desta edição do prêmio é obrigatória a participação em pelo menos um dos seguintes programas do Sescoop. São eles:

  • Programa de Acompanhamento da Gestão Cooperativista (PAGC);
  • Programa de Desenvolvimento da Gestão das Cooperativas (PDGC);
  • Programa de Desenvolvimento Econômico-Financeiro (GDA);
  • Dia de Cooperar.

A adesão a algum dos programas pode ser feita durante o período de inscrição no Prêmio SOMOSCOOP, tendo como limite o término das inscrições, 09/09/2016. 

As inscrições no prêmio são gratuitas e deverão ser feitas no site:

www.premiosomoscoop.coop.br

3 – Prazos

As inscrições terão início às 14h do dia 04/07/2016 e serão encerradas às 18h do dia 09/09/2016.

A premiação nacional ocorrerá em Brasília (DF), no dia 22/11/2016.

4 – Premiação

  • Serão premiados o 1º, 2º e 3º lugar de cada categoria, ou seja, ocorrerão, no máximo, dezoito (18) premiações.
  • Os vencedores receberão troféus e certificado alusivos ao prêmio.
  • Os vencedores receberão ampla divulgação do Sistema OCB junto ao sistema cooperativo e aos canais de mídia.
  • A entrega dos prêmios será feita em solenidade específica e única organizada pelo Sistema OCB, no dia 22/11/2016, em Brasília (DF).
  • Serão convidados para a solenidade os três primeiros colocados em cada categoria, denominados finalistas.
  • Os convites aos finalistas serão feitos até o dia 25/10/2016 para que os mesmos tenham tempo de organizar sua ida à solenidade de entrega do prêmio.
  • Os vencedores de cada categoria, bem como os 2º e 3º lugares, serão divulgados apenas na solenidade.

5 – Apresentação do Projeto

5.1. Definições

Projeto: entende-se por projeto uma ação ou um conjunto de ações coordenadas que resultaram em efetivos benefícios para cooperados e/ou comunidade.

5.2. Quantidade de Projetos Inscritos

As seis categorias de premiações são independentes. A cooperativa pode inscrever um projeto por categoria, ou seja, ela pode concorrer com no mínimo um e no máximo seis projetos.

5.3. Conteúdo do Projeto

Uma apresentação adequada do projeto deve conter:

  • Título;
  • Objetivo geral e metas específicas;
  • Descrição sucinta de todas as etapas de execução;
  • Quadro comparativo entre as situações anterior e posterior ao projeto implantado;
  • Indicadores que demonstrem com clareza os resultados alcançados;
  • Demonstrativo sintético dos recursos humanos e financeiros empregados;
  • Depoimentos.

5.4. Formato

O projeto deve ser apresentado da seguinte forma:

5.4.1. Formulário Eletrônico de Inscrição

  • Documento obrigatório, composto pela Ficha Cadastral da Cooperativa e Ficha de Apresentação de Projeto.
  • Em formato digital, disponível no site do prêmio.
  • As instruções de acesso e preenchimento encontram-se no mesmo e no Manual do Participante.
  • O preenchimento deverá ocorrer em conformidade com a quantidade de caracteres disponíveis para cada campo. Caso contrário, o texto não será aceito pelo software de inscrição.
  • Não serão aceitos textos fora do formulário.
  • Os modelos das fichas estão nos anexos deste regulamento.
  • Para auxiliar o preenchimento, está disponível no site do prêmio o Manual do Participante. Além disso, no Formulário Eletrônico de Inscrição, cada campo terá um exemplo preenchido.

5.4.2. Documentação Complementar Obrigatória

  • Trata-se da versão impressa e assinada pelo representante legal da cooperativa participante com a Ficha Cadastral da Cooperativa e a Ficha de Apresentação de Projeto de cada projeto inscrito.
  • Tem por objetivo formalizar a inscrição e garantir ao participante a integridade das informações prestadas eletronicamente.
  • Deve ser postada em correspondência única e registrada, endereçada para a sede do Sistema OCB, em Brasília (DF), obrigatoriamente até o dia 12/09/2016, que é o dia útil seguinte à data de encerramento das inscrições no prêmio.
  • O endereço para envio é Setor de Autarquias Sul, Quadra 4, Bloco I, Edifício OCB. CEP: 70070-936 Brasília-DF.
  • Os projetos que não tiverem sua Documentação Complementar Obrigatória postada até a data limite serão desclassificados.

5.4.3. Material Complementar Facultativo

  • As cooperativas que desejarem enviar material complementar facultativo deverão postá-lo em conjunto com a Documentação Complementar Obrigatória.
  • Pode ser composto por um ou mais dos seguintes itens:
  • Material impresso utilizado na implantação e operação do projeto e de suas ações, como prospectos, instruções, regulamentos, planilhas, relatórios, publicações e clipping de notícias publicadas na imprensa. Devem estar encadernados em volumes com capa identificadora do projeto e cooperativa;
  • Cópias digitais de documentos institucionais do projeto e de suas ações;
  • Vídeos institucionais do projeto e de suas ações;
  • Imagens digitais institucionais do projeto e de suas ações, todas obrigatoriamente legendadas, em resolução igual ou superior a 1 MB ou 300 dpi, em formato JPEG.
  • Todos os documentos, vídeos e imagens digitais deverão ser entregues em um único DVD ou pen drive, que deverá estar identificado com o nome da cooperativa e do projeto.
  • Todo Material Complementar Facultativo enviado poderá ser utilizado na divulgação do prêmio em qualquer tipo de mídia, ou seja, seu envio caracteriza autorização prévia para que isso possa ser feito, salvo se acompanhado de proibição formalizada em documento específico.

6 – Material de Apoio ao Participante

No site do prêmio, além do Formulário Eletrônico de Inscrição (FEI), estarão disponíveis:

  • Manual do Participante – que explica todas as etapas de inscrição e como preencher fichas e formulários;
  • Seção de Dúvidas Frequentes – que auxiliam na resolução dos questionamentos mais comuns.

7 – Matriz de Pontuação

Os projetos serão julgados segundo a seguinte matriz de pontuação:

N Item Nota Máxima
1 Metas específicas efetivamente alcançadas 20
2 Relevância do tipo de benefício para o público-alvo 15
3 Percentual dos beneficiados em relação ao público-alvo 15
4 Nível de complexidade do projeto e dificuldades enfrentadas pelos realizadores 10
5 Qualidade técnica da solução encontrada 10
6 Relação entre recursos utilizados e resultados alcançados (custo/benefício) 10
7 Consistência dos depoimentos comprobatórios – item obrigatório 10
8 Qualidade técnica da apresentação do projeto e material facultativo 05
9 Bonificação por inovação, exemplaridade e/ou envolvimento de mais parceiros locais 05
Total 100

Critério de Desempate

No caso de empate na pontuação entre dois ou mais projetos, será considerado vencedor o que tiver obtido maior pontuação no primeiro critério da Matriz de Pontuação. Em caso de novo empate, passe-se ao segundo critério e assim sucessivamente. Caso persista o empate até o nono critério, caberá aos julgadores definir o vencedor em novo julgamento.

8 – Premiação – Categorias

O prêmio é dividido nas categorias descritas a seguir.

8.1 – Comunicação e Difusão do Cooperativismo

Premia projetos e práticas do dia a dia que promovem a cultura do cooperativismo na população local.

  • Realização de cursos e palestras sobre o cooperativismo;
  • Realização de eventos de promoção do cooperativismo;
  • Ampliação do número de associados.

8.2 – Cooperativa Cidadã

 

Nesta categoria, destacam-se projetos que beneficiam a população local.

  • Projetos realizados no Dia de Cooperar;
  • Disponibilização de serviços da cooperativa para a população;
  • Patrocínio ou realização, com ou sem parcerias, de eventos artísticos, culturais ou de promoção social, abertos à população;
  • Financiamento ou realização, com ou sem parcerias, de obras, instalações e similares que beneficiem a população.

8.3 – Desenvolvimento Sustentável

Devem ser inscritos projetos capazes de suprir as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade de atender as necessidades das gerações futuras, utilizando racionalmente os recursos.

  • Racionalização do consumo de itens como água, energia elétrica, combustíveis fósseis, plásticos, papel e outros;
  • Proteção de patrimônios naturais, ambientais e históricos;
  • Desenvolvimento de cadeia de fornecedores baseada em empresas locais e com conceito de sustentabilidade.

8.4 – Fidelização

Premia cooperativas que melhoraram seu atendimento, disponibilizaram mais benefícios aos seus cooperados, alcançando com isso a satisfação dos mesmos, melhorando os índices de fidelização.

  • Melhoria do espaço físico e equipamentos de atendimento;
  • Melhoria do atendimento por parte dos funcionários e dirigentes da cooperativa;
  • Diminuição significativa da burocracia e do tempo de atendimento;
  • Melhoria da quantidade, qualidade e facilidade de acesso às informações;
  • Ampliação ou oferta de novos serviços;
  • Melhoria dos serviços já oferecidos;
  • Aumento da presença do cooperado no dia a dia da cooperativa;
  • Aumento do uso médio dos serviços da cooperativa por parte dos cooperados;
  • Melhoria comprovada por pesquisa de avaliação da cooperativa pelo cooperado e sua identificação com a mesma.

8.5 – Inovação e Tecnologia

Serão premiadas cooperativas que implantaram projetos inovadores e/ou projetos que desenvolveram ou promoveram novas tecnologias junto aos seus cooperados.

  • Facilitação do acesso dos cooperados a novas tecnologias de produção e gestão administrativo-financeira, permitindo aos mesmos ganhos de produtividade e melhores resultados financeiros em seus negócios;
  • Adoção ou desenvolvimento de técnicas inovadoras de gestão e atendimento aos cooperados;
  • Adoção ou desenvolvimento de técnicas inovadoras de captação de novos cooperados;
  • Migração parcial ou total dos softwares de gestão e atendimento ao cooperado para plataformas mais modernas, preferencialmente baseadas na Internet;
  • Realização de qualquer outro tipo de ação com destacado cunho inovador.

8.6 – Intercooperação

Essa nova categoria, premia cooperativas que implantaram com sucesso projetos de intercooperação, ou seja, parcerias efetivas entre duas ou mais cooperativas que viabilizaram o alcance de objetivos comuns. São exemplos de projetos desta categoria:

  • Compra conjunta de insumos;
  • Comercialização conjunta de produtos;
  • Contratação e implantação de projetos de desenvolvimento técnico e tecnológico em parceria;
  • Troca de experiências e boas práticas de gestão.

Importante destacar que projetos com temas pertinentes às demais categorias também podem ser inscritos em Intercooperação, desde que tenham sido realizados em parceria por duas ou mais cooperativas. Como um projeto deve estar inscrito apenas em uma categoria, em casos como este, a cooperativa terá que optar por uma das categorias.

Somente uma das cooperativas participantes da ação de intercooperação deve inscrever o projeto, acordando previamente isso com as demais participantes. No caso de duplicidade de inscrição, isso será informado na fase de habilitação para que ocorra a unificação da mesma. O prêmio será entregue ao conjunto de cooperativas participantes, todos serão citados, premiados e poderão enviar representantes para a solenidade de premiação.

9 – Coordenação Geral

É a responsável pela coordenação geral do prêmio, incluindo a deliberação de eventuais casos omissos deste regulamento. Será indicada e nomeada pela OCB.

10 – Comissão Julgadora

É a responsável pelo julgamento de todos os projetos inscritos e habilitados. Poderá solicitar informações complementares sobre os projetos via Coordenação Geral junto às cooperativas participantes durante o processo de análise. Seus membros não poderão ter vínculo com qualquer cooperativa participante e deverão assumir o compromisso formal de sigilo em relação aos dados e às informações que chegarem ao seu conhecimento. Será indicada e nomeada pela OCB.

11 – Etapas de Julgamento

O julgamento ocorrerá nas seguintes etapas:

11.1 – Habilitação

Será realizada pela Coordenação Geral e contará com o auxílio de consultores externos. Consiste na etapa de revisão dos projetos inscritos para checar se não apresentam inconformidades ou falta de informações que possam prejudicar ou inviabilizar a participação dos mesmos no prêmio.

Os projetos que não apresentarem pendências serão automaticamente habilitados.

Aos projetos que apresentarem pendências, será solicitado aos responsáveis a resolução das mesmas em até dois dias úteis após a notificação.

Findo o prazo para as correções, a Coordenação Geral habilita ou indefere a inscrição do projeto. Os responsáveis pela inscrição serão notificados da decisão.

Eventuais recursos contra indeferimentos deverão ser apresentados à própria Coordenação Geral, em até dois dias úteis após o recebimento da notificação. Os recursos serão julgados em até dois dias úteis, não cabendo novo recurso no caso de novo indeferimento.

11.2 – Julgamento

Será realizado pela Comissão Julgadora e definirá os vencedores do prêmio. Não cabe recurso das cooperativas participantes em relação aos resultados.

Cada projeto será avaliado por três julgadores de forma independente utilizando os critérios estabelecidos na Matriz de Pontuação. A nota final será calculada pela média aritmética das três notas recebidas. As notas alcançadas pelos projetos não serão divulgadas, nem sua classificação geral.

12 – Auditoria

12.1 – Projetos

A Coordenação Geral poderá realizar auditoria nos projetos para checar a veracidade das informações apresentadas, podendo desclassificar os projetos que apresentarem inconformidades entre o descrito e o comprovado. A auditoria também poderá ser feita por meio de visitas aos locais, utilizando-se de pessoal próprio e/ou profissionais terceirizados.

12.2 – Julgamento

A auditoria também poderá ser feita por meio de visitas aos locais, utilizando-se de pessoal próprio e/ou profissionais terceirizados.

 

13 – Disposições Gerais

13.1 – Cessão de direitos

A inscrição válida de um projeto implica em automática cessão de direitos de uso de todo o material – impresso ou virtual – aos realizadores do prêmio, sem ônus, salvo se acompanhado de proibição formalizada em documento específico. A referida cessão inclui o direito de veiculação, utilização e divulgação, por quaisquer meios, do inteiro teor do projeto que concorrerá a esta premiação, inclusive seus materiais complementares ou ilustrativos. Tais materiais poderão ser utilizados pelo Sistema OCB para divulgação de qualquer natureza, seja para utilização em projetos do próprio Sistema ou para uso de outras entidades, como distribuição em bibliotecas, escolas, organizações não governamentais e quaisquer instituições que queiram fazer uso dos mesmos para fins educacionais.

Os participantes do presente prêmio, desde já autorizam a divulgação da imagem e da voz pelo Sistema OCB em todos os meios de comunicação atualmente existentes, por tempo indeterminado, desde que para divulgação do prêmio, inclusive em quaisquer eventos que o referido prêmio seja citado e exposto.

13.2 – Vantagens

Pela inscrição, apresentação da documentação solicitada, premiação ou ação de qualquer natureza ligada a este prêmio, os realizadores e os parceiros do projeto inscrito não terão direito de auferir vantagens, remuneração ou indenização de qualquer espécie.

13.3 – Situações não previstas

As situações não previstas neste regulamento serão resolvidas e comunicadas aos interessados pela Coordenação Geral.

13.4 – Alterações no Regulamento

A Coordenação Geral poderá efetuar alterações neste regulamento para garantir ou ampliar seu alcance, desde que não prejudique a igualdade de participação entre as cooperativas. As alterações serão devidamente divulgadas no site do prêmio e por e-mail aos participantes.

13.5 – Responsabilização

O Sistema OCB e os seus parceiros neste certame não poderão ser responsabilizados por qualquer dano ou prejuízo, material, autoral ou de qualquer outra natureza, reclamado por quem quer que seja, sob justificativa decorrente de interpretação ou aplicação das normas deste regulamento.

14 – Anexos

14.1 – Ficha Cadastral da Cooperativa

Cada cooperativa que deseje participar do prêmio deverá preencher a Ficha Cadastral da Cooperativa que faz parte do Formulário Eletrônico de Inscrição.

Para facilitar o processo de preenchimento, está disponível no site do prêmio, em formato Word, a versão de rascunho desta ficha. Caso você opte por utilizar essa ferramenta, depois de preencher a ficha, basta copiar cada campo do rascunho para o correspondente no Formulário Eletrônico de Inscrição.

N ITEM
Dados Cadastrais
1 Nome da Cooperativa
2 CNPJ
3 Rua / Avenida
4 Número
5 Complemento
6 Bairro
7 Cidade
8 UF
9 URL site
Diretoria
10 Nome do presidente
11 Telefone
12 E-mail
Responsável prêmio – principal
13 Nome
14 Cargo
15 E-mail
16 Telefone fixo
17 Telefone celular
Responsável prêmio – auxiliar
18 Nome
19 Cargo
20 E-mail
21 Telefone fixo
22 Telefone celular
Outras Informações
23 Ramo
24 Data de fundação
Programas que participa
Programa de Acompanhamento da Gestão Cooperativista (PAGC)
Programa de Desenvolvimento da Gestão das Cooperativas (PDGC)
Programa de Desenvolvimento Econômico-Financeiro (GDA)
Dia de Cooperar

14.2 – Ficha de Apresentação de Projeto

Para efetivar a inscrição, cada cooperativa deverá preencher, ainda, a Ficha de Apresentação do Projeto, que faz parte do Formulário Eletrônico de Inscrição, de acordo com a categoria escolhida, conforme o item 8 deste regulamento.

Para facilitar o processo de preenchimento, está disponível no site do prêmio, em formato Word, a versão de rascunho desta ficha. Caso você opte por utilizar essa ferramenta, depois de preencher as fichas, basta copiar cada campo do rascunho para o correspondente no Formulário Eletrônico de Inscrição.

N Item
1 Nome do projeto
Notificação de Reapresentação de Projeto Não Sim
Edição em que foi apresentado
2 Objetivo geral
3 Justificativa
3.1 Universo de abrangência do projeto
3.2 Beneficiados pelo projeto
4 Resultados Alcançados
4.1 Resumo da situação antes da implantação do projeto
4.2 Resumo da situação depois da implantação do projeto
4.3 Indicadores de Resultado
4.3.1 Indicador 1
4.3.2 Indicador 2
4.3.3 Indicador 3
4.3.4 Indicador 4
4.3.5 Indicador 5
5 Principais desafios enfrentados
6 Resumo das etapas de implantação
6.1 Surgimento da ideia
6.2 Planejamento
6.3 Captação de parceiros e recursos
6.3.1      Recursos próprios
6.3.2      Recursos de terceiros
6.4 Implantação
6.5 Equipe responsável
6.6 Parceiros
7 Considerações finais – texto livre
8 Depoimentos comprobatórios
8.1 Obrigatórios – 4 depoimentos
8.2 Opcionais – até 6 depoimentos

Obs.: A FAP da categoria Intercooperação terá campos adicionais para descrição das demais cooperativas participantes.